Psoríase

Por  |  4 Comentários






Psoríase

A psoríase é uma infecção em que há uma superprodução de certas células cutâneas, aparecendo escamas esbranquiçadas secas que cobrem tumescências avermelhadas, geralmente nos cotovelos, joelhos e couro cabeludo. É bastante vulgar no Ocidente e pode, embora raramente, tornar-se muito grave, afectando grandes partes do corpo todo e estar associada a problemas de reumatismo crónico.

Chá de Escrofulária-Nodosa:

  • A psoríase é uma afecção que parece ir e vir e melhora muitas vezes com a exposição ao sol e os banhos de mar. As plantas de limpeza e anti-inflamatórias, como a escrofulária-nodosa e o trevo-dos-prados também podem ajudar.
Ingredientes:
  • 10 g de raiz  fresca de bardana-maior.
  • 5 g de raiz  fresca de labaça-crespa.
  • 15 g de escrofulária-nodosa.
  • 10 g de flores frescas de trevo-dos-prados.
  • 750 ml de água.
Como Preparar o Chá: 
  • Misturar a bardana-maior e a labaça-crespa num tacho e juntar a água. Deixar ferver e manter em lume brando durante 15 minutos, para fazer uma decocção.
  • Deitar a escrofulária-nodosa e as flores de trevo-dos-prados num bule ou jarro, juntar decocção de bardana-maior e labaça- crespa e deixar abrir durante 10 minutos. Coar e guardar num jarro tapado.
Tratamento: 
  • Um copo de vinho 3 vezes por dia. Adicionar mel ou sumo de limão, para dar gosto, se necessário.
Tratamentos Suplementares:
  • A pomada de rapa-línguas pode ser útil para o tratamento de pequenas zonas ou na fase inicial da psoríase. Aplicar um pouco 2 a 3 vezes por dia.
  • Se o couro cabeludo estiver afectado, passar o cabelo, depois de lavado, por 500 ml de água morna com 10 ml de tintura de alecrim e 10 gotas de óleo de zimbro.
  • A psoríase parece andar a par com uma personalidade tensa e acamada. Há muitos remédios comercializados que por vezes ajudam maça-brava, agrimónia, sabugeiro e violeta-de-água.
  • Evitar o álcool e plantas como o milefólio, os paus de canela e as plantas de tília, porque aumenta a circulação periférica e portanto estimulam a pele.
  • Tomar 1 g de vitamina C e 1 ou 2 g de algas marnhas por dia. Tomar comprimidos de zinco e vitamina A, seguindo as instruções da embalagem.



A Medicina Alternativa, como é o caso da utilização de Plantas Medicinais, Remédios Naturais, Curas Caseiras, entre outras terapias alternativas têm cada vez mais confirmado a sua segurança e eficácia...

4 Comentários

  1. Thiago

    7 de junho de 2014 at 2:43

    Apesar de ser um site de “remédios naturais”, quero deixar uma dica aqui de um remédio farmacêutico. Há muitos anos sofri com a psoríase, que pelo fato de ser uma destinação genética na maioria da população brasileira, e que se manifesta por diversas formas, couro cabeludo ou derme, não há cura. Já lancei mão de diversos tratamentos. Mas a única coisa que surtiu efeito, ao menos paramilitares, e que já uso há uns 10 anos, é o PROPIONATO DE CLOBETASOL, creme. E que também tem servido para todos aos que tenho indicado. Faço questão de propagar essa informação, pois é um medicamento extremamente barato, e sei como é incoviniente está disfunção. Espero ter ajudado a muitos.

    • Caroline

      26 de julho de 2015 at 22:30

      Esse medicamento faz mto mal por se tratar de um corticóide mascar a doença causando efeito rebote taquifilaxia e outros mais. A psoríase se tratar do centro interior o lado psíquica emocional. E uma alimentação saudável. Desintoxicação interior. E utilização de uma água alcalina. E sol….. Vitamina d…

  2. Mário Pinhão

    25 de fevereiro de 2015 at 19:06

    Realmente estou também a aplicar uma pomada à base ureia e propinato de clobetasol e, embora lentamente, parece estar a surtir efeito. Pena é que em Portugal a percentagem de propinato permitida seja apenas de 0,5%, contrariamente ao 1% permitido aí no Brasil

    • Ana Amaral

      7 de janeiro de 2016 at 10:20

      Vai a Leiria ao Dr Jorge Fidalgo. Ele é naturopata e sega tratamentos são muito eficazes. Sou portadora de psoriase e só com o tratamento dele fiquei boa.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>